Cotiporã (RS) disponibiliza vagas para todos os níveis



No Estado do Rio Grande do Sul, mais precisamente no Município de Cotiporã foram abertos os Editais de Processo Seletivo de números 72 e 73/2013. A principal ideia da Prefeitura do local é de contratação rápida mais a formação de cadastro de espera para cargos de todos os níveis de ensino, ou seja, fundamental, médio e superior.

Aos interessados nesta oportunidade de trabalho, foi disponibilizado um número de  16 vagas para contratação rápida, mais a formação de cadastro de espera. Os aprovados no ato da profissão cumprirão jornada de trabalho de até 40 horas por semana e terão direitos a vencimentos básicos que podem alcançar a um valor de até R$ 7.742,69. Quem estará se responsabilizando pela realização deste Concurso Público será a Objetiva Concursos Ltda.



Os inscritos poderão se candidatar para ocupar as seguintes funções: Auxiliar de Serviços Gerais, Comprador – Almoxarife, Assistente Administrativo, Auxiliar de Educação Infantil, Farmacêutico, Fiscal, Agente de Combate às Endemias, Agente Comunitário de Saúde, Secretário de Escola, Telefonista – Recepcionista, Operário, Professor (em varias especialidades), entre outras.

Os cadastros poderão ser realizados pessoalmente de Segunda a Sexta-Feira, no Centro de Cotiporã Rio Grande do Sul, até a data 16 de Dezembro de 2013, na Rua Silveira Martins, n° 163 (este é o endereço do Centro Administrativo da Prefeitura de Cotiporã) das 07h30min às 16h30min.

Será cobrada dos participantes uma taxa de cadastramento cujos valores oscilam entre R$ 12,55 e R$ 7,53, dependendo da função a ser disputada.



Todos os candidatos sem exceção serão submetidos a uma Prova Objetiva, que foi programada para acontecer na data 18 de Janeiro de 2014 (data prevista com possibilidade de alteração), detalhes como o horário e o local estarão disponíveis no momento da homologação do cadastro, que foi marcado para a data  08 de janeiro de 2014.

Este Concurso Público será valido por dois anos, mas se acaso o Município de Cotiporã julgar prudente, o mesmo poderá ser prorrogado por mais dois anos.

Por Igor Lima



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *