Prefeitura de Bom Jesus da Lapa (BA) abre 204 vagas para diversos níveis



  

Visando atender as demandas da administração por meio de realização de processo seletivo, a Prefeitura de Bom Jesus da Lapa, cidade do estado da Bahia, lançou o edital 001/2014 que estabelece as condições e normas para a realização da seleção.

Ao todo são 204 vagas para empregos de níveis fundamental, médio e superior, com remunerações que oscilam entre R$ 724,00 e R$ 1.296,00, em jornadas de 40h semanais, sendo 8 horas diárias.

A responsabilidade técnico-administrativa é da empresa S&R Concursos e Pesquisas LTDA, que ficará a cargo das etapas que compõem o certame. As contratações serão realizados de acordo com o Regime Especial de Direito Administrativo – REDA.

Os empregos oferecidos pelo certame são de Professor, Auxiliares operacionais, Interpretes de libras, Secretário escolar, Fonoaudiólogo, Motorista, Nutricionista e Psicólogo. Do total de vagas oferecidas, 5% são destinadas aos candidatos portadores de deficiência.





Os interessados que possuem as habilidades para concorrer aos cargos, pode se inscrever até o dia 28 de fevereiro, por meio do site da organizadora do certame www.srconcursosepesquisas.com.br. Será necessário pagar taxas de participação que oscilam entre R$ 35,00 e R$ 40,00, conforme o cargo pretendido. Os candidatos devem imprimir o boleto de arrecadação e efetuar o pagamento até a data de vencimento.

As provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório estão marcadas para a data provável de 30 de março de 2014, em locais e horários a serem divulgados por meio de edital publicado no mural de informações da Prefeitura e no site www.srconcursosepesquisas.com.br. Cabe ao candidato verificar essas informações junto ao site.

O gabarito será divulgado no dia seguinte ao da aplicação das provas. O resultado será divulgado no dia 05 de abril de 2014. O certame será de 02 anos, contados a partir da data de sua homologação, podendo antes de esgotado, ser prorrogado pelo mesmo período, a critério da prefeitura, por ato expresso do Chefe do Poder Executivo.

Por Robson Quirino de Moraes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *