Marinha abre vagas em Concurso para a admissão de Aprendizes-Marinheiros




O sonho de muitos brasileiros e em especial dos jovens é justamente seguir a carreira militar, algo bastante gratificante. É importante destacar que você também pode optar por ingressar na carreira militar através da Marinha, por exemplo, que é a força naval, ou seja, marítima do Brasil.

Para quem deseja ingressar nesta força militar saiba que a Marinha do Brasil está com as inscrições abertas para o seu concurso público de 2014, no qual você irá encontrar mais informações a respeito do mesmo através da continuação desta matéria.


Para quem estiver interessado saiba que ao todo estão sendo disponibilizadas 2.200 vagas para a admissão de Aprendizes-Marinheiros. O concurso tem por finalidade reforçar a força marítima brasileira através da chamada de novos marinheiros.

O procedimento para inscrições deverá ser realizado por meio exclusivo da internet. A inscrição deverá ser realizada através do site oficial da Marinha em sua página de ensino e respectivamente na área de concursos, para isso basta clicar AQUI. O período de inscrições já foi aberto e terá encerramento no dia 20 de março de 2014. No ato da inscrição será solicitado o pagamento de uma taxa no valor de R$ 12,00 para que a inscrição seja validada e o candidato esteja apto a prestar o certame.

Os candidatos devem estar atentos às exigências e também formas de avaliações do certame. Saiba que os candidatos serão submetidos a prova escrita, prova objetiva, inspeção de saúde, teste de aptidão física, avaliação psicológica, verificação de dados biográficos e de documentos.


Vale ressaltar que os aprovados nos testes acima serão convocados para o Curso de Formação de Marinheiros para a Ativa, o qual é chamado de período de adaptação. Mais informações a respeito do concurso, bem como detalhes das provas, datas, horários, exigências entre outras informações de grande interesse dos candidatos podem ser conferidos através do edital oficial do concurso, o qual você tem acesso clicando AQUI.

Por Bruno Henrique



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *