Concurso PC-CE 2014 tem vagas de trabalho abertas



  

O estado do Ceará está com boas oportunidades para quem deseja disputar uma vaga no cargo público, na área de segurança. São 763 vagas oferecidas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado, somadas em três concursos diferentes para a contratação de pessoas no órgão público.

O edital foi ratificado, devido a atualizações em alguns itens como taxa de inscrição, métodos de classificação, fases e o conteúdo que será aplicado nas provas. Os cargos são para Inspetor, Escrivão e Delegado.

Confira a seguir os requisitos e informações necessárias para cada cargo:

– Inspetor de Polícia Civil de 1ª Classe:

Para disputar uma das 259 chances oferecidas, o candidato deve ter curso superior, disponibilidade para cumprir jornada de 40 horas semanais entre outras exigências. O salário oferecido é de R$ 2.946,19.

– Escrivão de Polícia Civil de 1ª Classe:





Serão disponibilizadas 336 vagas para a função. Os candidatos também precisam apresentar formação no curso de direito, além de Carteira de Habilitação na Categoria “B”. São 40 horas de trabalho semanais para um salário de R$ 2.946,19, igualmente ao de inspetor.

– Delegado de Polícia Civil de 1ª Classe:

Talvez o cargo mais concorrido, o delegado de polícia cumprirá uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, igualmente aos outros profissionais. Porém, seus provimentos chegam ao valor de R$ 14.592,39. São 168 vagas, que requer formação no curso de direito, além de outros requisitos que estão no edital. 

A banca organizadora será a Vunesp, onde maiores informações poderão ser consultadas. O site é o www.vunesp.com.br. As inscrições que também podem ser feitas por lá, expiram no dia 7 de novembro. Os interessados deverão pagar uma taxa que varia de R$ 85 a R$150, de acordo com as funções.

Os candidatos serão submetidos a provas objetivas e discursivas, com data para acontecerem no dia 18 de janeiro do próximo ano, em Fortaleza. Na segunda fase, os que forem aprovados farão um curso de formação e treinamento profissional, exame de capacidade física, sindicância de vida pregressa e investigação social, avaliação psicológica, de títulos, exame toxicológico e avaliação médica, para assim tomar posse do cargo.

Por Juliana Alves de Souza



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *