Concurso MPU 2015 tem vagas de trabalho abertas



  

O Ministério Público da União (MPU) divulgou no dia 14 de janeiro o edital com vagas para início imediato e cadastro de reservas. O MPU fiscaliza o cumprimento da lei, os direitos e deveres dos cidadãos, do patrimônio nacional, do patrimônio cultural, do meio ambiente e realiza o controle externo da atividade policial. Os membros do MPU têm liberdade de ação tanto para pedir a absolvição do réu quanto para acusá-lo, além de terem independência funcional.

Ao todo são 25 vagas para atuar nos estados de Amazonas (AM), Amapá (AP), Bahia (BA), Espírito Santo (ES), Mato Grosso (MT), Pará (PA), Piauí (PI), Paraná (PR), Rio de Janeiro (RJ), Rondônia (RO), Rio Grande do Sul (RS), São Paulo (SP) e no Distrito Federal (DF). As oportunidades são para apoio técnico administrativo onde o deverá ser realizada segurança institucional e transporte, o candidato deverá ter ensino médio completo e CNH – carteira nacional de habilitação – da categoria “D” ou “E” entre outras exigências feitas pelo edital. O salário desta categoria é R$ 5.007,82 com uma jornada de 40 horas semanais. Já o cargo de Analista, conta com uma remuneração de R$ 8.178,06, também com uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. É necessário ter superior completo em Ciências Contábeis e Atuariais ou em qualquer área de formação, este item é descrito no momento da inscrição feita pelo site.

Para os interessados em participar das vagas, as inscrições começarão dia 23 de janeiro e irão até 11 de fevereiro de 2015 através do site do CESPE – www.cespe.unb.br/concursos/mpu_15. As taxas de inscrição são de R$ 140,00 para nível superior e R$ 110,00 para nível médio / técnico, sua isenção ou desconto deve ser solicitado por quem estiver incluso nos itens mencionados pelo edital do concurso. O método avaliativo terá duas etapas de avaliações objetivas tanto para o nível técnico quanto para o analista e serão aplicadas dia 22 de março. As etapas serão aplicadas nas 26 capitais dos Estados e no Distrito Federal, com exceção de Brasília (DF) onde será realizado o Programa de Formação.





Por Ricardo Laurentino da Silva



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *