Concurso PC-DF 2015 tem 417 vagas de emprego abertas




Academia de Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) lançou três editais normativos para a realização de um grande concurso público. Seu objetivo é o provimento de 417 vagas, divididas em 170 para contração imediata de profissionais de nível superior, das quais 161 de ampla concorrência e 9 reservadas aos candidatos com deficiência. O certame também formará cadastro de reserva com 247 classificados, totalizando 417 oportunidades.

As oportunidades são para os cargos de Papiloscopista, Perito Médico-Legista e Delegado. Os salários iniciais chegam a R$ 15.370,64 pelo cumprimento de jornada de trabalho é de 40 horas por semana. A organizadora do certame é a fundação Universa, responsável pela seleção.


Os interessados devem se inscrever pela internet, no site www.universa.org.br, entre os dias 9 de fevereiro e o fim do dia 16 de março de 2015, levando em consideração o horário oficial de Brasília/DF. A taxa de participação é de R$ 168,00 (para o cargo de Papiloscopista) e R$ 192,00 (para os demais cargos).

A seleção será composta de provas objetivas, redação, avaliação de títulos, teste médico, avaliação de capacidade física, avaliação psicológica (conforme o cargo) e curso de formação profissional.

As provas objetivas para o cargo de delegado acontecerão na data provável de 10 de maio de 2015 e a prova discursiva será realizada provavelmente em 26 de julho de 2015. Já as provas para Perito Médico – Legista serão realizadas no dia 17 de maio. Por fim o cargo de Papiloscopista cuja data de aplicação das provas objetivas e de redação será o dia 24 de maio de 2015. Os locais e horários de cada umas etapas serão disponibilizados com antecedência no site das inscrições e no Diário Oficial do Distrito Federal.


A validade do concurso público será de um ano, a qual começará a valer a partir da data de publicação da homologação do resultado final. Este prazo pode ser prorrogado, uma única vez, por mais um ano, conforme as necessidades da Academia de Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Por Robson Quirino de Moraes



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *