Antes de começar a se preparar para prestar concursos públicos, é preciso saber qual área é a melhor de acordo com o seu perfil.

Ao pensar em um emprego bom que concilia estabilidade com boa remuneração, você provavelmente pensa em um cargo público. Todos os dias são lançados editais de concursos públicos, mas como escolher o melhor para o seu perfil de profissional?

Para os concurseiros, essa grande oferta de empregos pode se tornar um problema. São sempre mais matérias para estudar, novas apostilas e livros para comprar, além de mais tempo investido, ou seja, é muito fácil perder o ritmo e gastar além do que você pode. Por isso, é importante saber qual o tipo de concurso é ideal para você.

O primeiro passo é mergulhar numa busca de autoconhecimento e com isso descobrir do que você gosta. O que se vê fazendo no futuro com prazer? É necessário responder a essa perguntar para saber em que área investir. Faça essa pergunta levando em consideração as seis carreiras públicas de mais sucesso: especiais, tribunais, policial, fiscal, bancária e administrativa. Não importa o nível de escolaridade, há oportunidades em todas essas áreas.

Outra dica importante é visitar as instituições para conhecer o ambiente de trabalho, além de conversar com profissionais que já estão atuando na área.

Avalie a distância:

Os concursos federais e estaduais oferecem vagas para as mais variadas cidades, você estaria disposto a mudar de cidade? Essa é uma questão bastante importante, pois não adianta a dedicação a um concurso com ótima remuneração em uma cidade distante que você não poderá assumir.

Avalie a remuneração:

O salário é um dos itens mais importantes na hora de escolher um salário, porém você deve ter em mente que esse tipo de carreira tem a remuneração pouco ajustada ao longo dos anos.

As três áreas com mais vagas:

– Área jurídica: As oportunidades exigem bacharelado em Direto ou outra graduação. As principais vagas são: Advogado da União, Delegados, Procuradores, Escriturário, entre outros.

– Fiscal: Trabalha fiscalizando o Executivo e exige graduação em qualquer área.

– Técnica: São cargos operacionais que no geral não exigem ensino superior.

Por Jéssica Posenato


Utilizar o gabarito da prova anterior pode ser uma grande saída para a formulação de simulados que ajudam nos próximos concursos

Quer conhecer uma maneira de gravar o conteúdo que já estudou para o próximo concurso que vai realizar? Sua resposta é sim? Então, saiba que esse procedimento é fácil de ser realizado, basta utilizar o gabarito da última prova para auxiliar nos estudos. Os detalhes de como fazer isso na prática vamos descrever logo abaixo.

Primeiro, saiba que o gabarito é disponibilizado na internet após a realização da prova. Isso normalmente acontece entre um ou três dias úteis. Com o gabarito, é possível criar simulados para testar o nível de conhecimento, com o objetivo de tirar as dúvidas.

Quando uma dúvida acaba, de forma inconsciente existe a fixação do conteúdo no cérebro, o que facilita responder a mesma questão em outro exame.

Quando estiver fazendo o simulado e lendo as informações que buscou sobre o assunto, constate se realmente está estudando e absorvendo os dados, pois muitas vezes as pessoas ficam apenas foliando as páginas.

Usando as questões e as respostas da última prova, você pode fazer resumos sobre muitos assuntos, o que ajuda na aprendizagem.

Outras coisas que não podem faltar no momento dos estudos são:

– Organização e Planejamento

Antes de se inscrever em um concurso público defina qual a área que deseja atuar e procure pesquisar sobre os conhecimentos específicos do setor. Além disso, estude disciplinas básicas, como, por exemplo, português, matemática, geográfica, história, atualidades, entre outras relacionadas, pois questões dessas áreas caem em todos os concursos.

Se for se inscrever em uma área que pede avaliação física, o ideal é fazer atividades físicas todos os dias em local aberto ou academia.

– Rotina

Defina o local e os horários em que vai estudar, deixando de lado o celular, o acesso às redes sociais e qualquer outra coisa que pode tirar a concentração. O lugar deve ter boa iluminação e ser silencioso, não se esquecendo que é preciso ter o período de pausa.

Siga essas dicas e com certeza vai tirar uma boa pontuação no próximo exame. 

Por Yasmin Fernandes Robles


A preparação para o concurso público exige determinação, motivação, garra e resistência. Ela precisa ser bem feita e principalmente planejada. Uma boa preparação aumenta as chances de classificação, para conseguir conquistar a tão almejada vaga. Por isso, durante essa fase, o estudante precisa adquirir bons hábitos e manter o equilíbrio, para não deixar a energia cair.

Após a publicação do edital, a maioria das pessoas tem mais ânimo para estudar, porque as disciplinas já estão definidas, assim como, o dia de prova, também. Neste período, as salas dos cursinhos lotam e muitos candidatos deixam para começar a sua preparação, justamente, neste período.

A preparação para o concurso público deve ser feita antes da publicação do edital, porque o candidato pode ver o conteúdo com mais calma, assimilar melhor as dúvidas e treinar mais resolução de questão, por exemplo.

Porém, até o edital ser publicado, o estudante ainda não sabe, realmente, as disciplinas que irão cair no certame e o dia da prova. Mas, o estudo deve ser feito de forma antecipada, porque aumenta as chances de aprovação e classificação.

Durante a preparação, o estudante precisa manter o equilíbrio, ou seja, mesmo a rotina sendo puxada, ele deve separar um tempo para estar com a família e os amigos, porque a mente, também, precisa descansar. Além disso, fazer atividade física é fundamental para aliviar o estresse durante esse período. Cuidar da alimentação é extremamente importante também.

A boa preparação não esta ligada apenas a uma rotina de estudo adequada, mas também a outros fatores como o lazer, descanso, atividade física, entre outros. Ao fazer o seu planejamento, cuide de todos estes itens, por exemplo, separe o domingo para dormir até mais tarde, almoçar com a família, entre outras atividades que gostar. Assim, o seu estudo vai ficar mais produtivo, melhor e você vai aprender com mais facilidade.

Boa sorte e muito sucesso nas provas!

Por Babi


Você já está cansado de investir em curso presencial e online, e não consegue obter a aprovação? Está há mais de um ano estudando e sente que não está rendendo? Os cursinhos estão ficando cada vez mais caros principalmente os que são presenciais, que contam com um custo mais alto que o online, por exemplo.

Desta forma, o candidato investe uma quantia alta em busca do objetivo da aprovação em determinado concurso público. Porém, só frequentar as aulas não adianta, é preciso estudar, também. Por isso, durante as aulas procure absorver o máximo de conhecimento que puder.

Você participa das aulas? Comece a perguntar para o professor as suas dúvidas, e esteja presente durante o ensinamento. Por exemplo, não adianta assistir a aula de direito constitucional, pensando nos problemas que tem em casa. Faça valer o seu investimento e participe das aulas. Assim, você vai entender melhor o conteúdo das matérias e assimilar as informações.

Você anota tudo? Comece a registrar todos os esquemas das aulas no seu caderno, para fazer revisão depois. Um caderno de concurso deve ser organizado. Isso facilita o entendimento da matéria e você pode usá-lo para fazer revisão na véspera da sua prova, também.

Que tal gravar as aulas? Assim, quando estiver limpando a casa ou fazendo outra atividade pode escutar o conteúdo repassado do professor. Outra dica é estudar a matéria antes da próxima aula. Assim, ao assistir o conteúdo ministrado pelo professor, você vai estar fazendo uma revisão e fixando ainda mais o conteúdo.

Ao chegar em casa, estude a matéria que foi dada no cursinho. O curso preparatório deve ser visto pelo aluno como um auxílio para a aprovação, mas maior parte do conhecimento absorvido é feito pelo candidato estudando em casa, depois das aulas. Portanto, faça um cronograma com os conteúdos e dedique-se durante o seu tempo disponível para estudo.

Gostou das dicas? 

Por Babi


Existem erros que são fatais e podem prejudicar muito a sua aprovação. O caminho para alcançar o cargo público não é fácil, mas no final vale a pena. Entretanto, é preciso ficar atento a todos os detalhes para garantir um estudo com qualidade e eficiência. Que tal aprender alguns erros que são comuns durante o estudo e que podem atrapalhar a conquista do cargo público almejado?

– Não fazer revisões:

Entender a teoria é fundamental para garantir um bom estudo. Porém, por mais que você aprenda um conteúdo, se você não revisá-lo vai esquecer. Como manter o que você aprendeu na memória? Por meio da revisão. Por isso, quando acabar de estudar, separe um tempo depois para revisar o conteúdo. Quando estiver lendo um arquivo ou sua apostila grife as partes mais importantes. No momento da revisão, leia diretamente as partes grifadas.

– Não estar presente:

Quando você está estudando, fica perdendo tempo com redes sociais ou celulares? O estudo precisa ser um momento sagrado, por isso, desligue-se de tudo o que não for relacionado ao assunto que está lendo. Depois que terminar o seu estudo, você olha as redes sociais, celular, etc. O que é prioridade no momento? Responda a si mesmo essa pergunta! Esteja presente quando estiver estudando, concentre-se no que está lendo e tenha a determinação.

– Não ler o edital:

O edital é o seu melhor amigo. Ele contém todas as informações relativas ao seu certame. Por isso, leia o documento com atenção para ficar por dentro de tudo do concurso que almeja.

– Não fazer um planejamento:

O seu sucesso nos estudos depende de um bom planejamento. Portanto, programe-se e faça metas diárias para render nos seus estudos. Comemore todas as vitórias, mesmo as pequenas.

– Não ter motivação:

Por que você está estudando? Por que quer tanto o cargo público? Encontre essa resposta e faça dela o principal motivo para alcançar o seu sonho. 

Por Babi


Estudar para as provas de concursos públicos exige o mesmo esforço de estudar para uma prova do colégio ou de uma faculdade, por exemplo. O problema é que as pessoas não se programam, e, normalmente não obtém o resultado esperado, seja porque deixou para última hora, ou porque simplesmente ficou no óbvio da leitura, e não do aprendizado.

Uma leitura é bem diferente de um aprendizado. Ambos requerem o mesmo esforço,  porém, um aprendizado,  é algo mais definitivo,  e uma leitura está mais para quem quer ficar na "decoreba".

Se você está nessa situação, então siga algumas dicas simples de como você pode melhorar isso:

– Separe tudo o que for necessário para seus estudos, desde apostilas, livros, resenhas,  entre outras. Para um bom aprendizado tudo é válido. Portanto, procure estar por dentro de tudo que possa enriquecer seus estudos – pesquise vídeos no YouTube, artigos, converse com professores,  vá a museus e bibliotecas. Não precisa limitar seus estudos à sua mesa de livros.

– Reserve um horário para seus estudos e seja fiel à ele. Se você administrar seu tempo para isso, verá que terá mais tempo para aproveitar e processar tudo o que aprendeu,  e assim ganhará mais tempo para outras coisas. Como foi dito, aprender é diferente de pegar uma apostila ou um livro e apenas ler.

Quem tem muito interesse no assunto vai preferir aprender o conteúdo ao invés de lê-lo, vai fazer aulas de reforço, cursos preparatórios (existe uma diversidade de cursos de aperfeiçoamento gratuito pela internet), entre outras possibilidades.

– Realize testes e peça para outras pessoas corrigirem para você testar seu nível de aprendizado.

– Tire algumas horas de folga para relaxar. Uma mente relaxada tende a processar as informações com mais facilidade.

Enfim, não é necessário abdicar de você mesmo para se dedicar a isso, pois quando nos interessamos,  aparecem oportunidades, basta sabermos identificá-las para aproveitá-las.

Por Daniela Almeida da Silva





CONTINUE NAVEGANDO: