Certame tem previsão de ser realizado ainda em 2018 e deverá ofertar diversas vagas.

Durante o Seminário de Segurança e Desenvolvimento, que ocorreu no dia 20 de março de 2018, do Jornal Folha de São Paulo, Renato Dias, o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), falou sobre a necessidade da realização de um novo concurso público para contratação de novos policiais rodoviários. Segundo Renato Dias, o órgão ainda está em um período de tratativas com o MPGD – Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão para restabelecer total do efetivo, além de ampliar o quadro, e tentar chegar o mais próximo possível do número de policiais, considerado ideal, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU).

No início do mês de março, o diretor já havia comentado sobre o assunto em suas redes sociais, quando questionado sobre o tema. Ele havia informado que o Edital da nova seleção de pessoal deverá ser publicado ainda nesse semestre. Para que a publicação seja concretizada, a única coisa que o órgão ainda está aguardando é a formalização, da autorização do MPDG, através da publicação em diário oficial.

O ministro da segurança, Raul Jungmann, informou que o orçamento da pasta recém-criada para 2018, será no valor de R$ 2,7 bilhões e que foi decidido depois de uma reunião, com o Ministério do Planejamento, que não haverá contingenciamento das verbas da Polícia Rodoviária Federal.

Essa liberação do concurso tem relação com o projeto do novo ministro, Raul Jungmann, de promover o combate à violência juntamente com outros estados.
Foi informado pela FenaPRF – Federação Nacional dos Policiais Federais, que há intenção de criar 4 novas turmas ainda neste ano. No pedido feito pela Polícia Rodoviária Federal, foi argumentado que nos últimos 4 anos, um número muito grande de profissionais se aposentou, portanto existe uma falta de aproximadamente 3 mil postos, algo que prejudica e muito a segurança nas rodovias.

O órgão tem a intenção de agilizar o máximo esse processo assim que o Edital for publicado, portanto, já foi criado uma minuta desse edital, no final do ano de 2016, sendo assim, quando o Edital for autorizado pelo MPDG e publicado oficialmente, o concurso poderá ser iniciado de imediato.

Os interessados em concorrer a uma das vagas para o cargo de Policial Rodoviário Federal, deverá ter o Ensino Superior em qualquer área do conhecimento e a CNH de categoria “B”. A carga horária de trabalho será de 40 horas semanais.

O último concurso realizado pela PRF para contratação de novos servidores, aconteceu em 2013 e a banca organizadora dele foi o Cespe/UnB. Foram oferecidas na época, 1.000 vagas, e cerca de 109.769 pessoas se inscreveram para concorrer a uma delas.

O processo de seleção aplicado naquele ano foi uma prova objetiva, exame discursivo, teste de aptidão física, avaliação do estado de saúde, teste psicológico, investigação social e análise dos títulos.

A prova objetiva foi composta por 120 questões, dessas 120, 50 eram questões de Conhecimentos Básicos e 70 eram questões sobre Conhecimentos Específicos.

A parte de Conhecimentos Básicos cobrou do candidato conhecimentos relacionadas à língua portuguesa, matemática, ética no serviço público, noções de direito constitucional e noções de informática. Em conhecimentos específicos foram cobradas noções de direito administrativo, noções de direito processual penal, noções de direito penal, legislação especial, legislação relativa ao DPRF, direitos humanos e cidadania e física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

Em relação às funções que são atribuídas a esse profissional, o Policial Rodoviário atua em atividades que envolvem a fiscalização, o patrulhamento e policiamento ostensivo. Cabe a esse policial também, prestar o atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários entre outras.

Aqueles que querem participar do processo seletivo devem ficar atentos às notícias para ser informados assim que o Edital for publicado, pois como vimos, de acordo com as declarações do diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, não demora muito para que ele seja publicado.

Por Rosângela Rodrigues


Interessados no certame dos Correios devem iniciar os estudos o quanto antes, pois a seleção está prevista para ser realiza em breve.

Concurso dos Correios 2016 é um dos certames mais aguardados para este ano, o último processo de seleção do órgão aconteceu no ano de 2011, e desde então diversas pessoas aguardam novas oportunidades nos Correios. O mesmo atrasou algumas seletivas, devido a alguns problemas tidos pelo órgão e agora está prestes a realizar o processo de 2016.

Não se pode negar que este processo de seleção está demorando para ser liberado, porém um passo muito importante nesse momento é realizar os estudos, visto ainda que o processo está cada vez mais perto de acontecer.

Os candidatos que já estão realizando os estudos para o Concurso dos Correios 2016 sabem que o mesmo é mais básico que outros por aí, até mesmo os salários são mais baixos e com isso a concorrência é menor, pois muitas pessoas deixam de concorrer a uma das vagas. Entretanto são muitas as pessoas que não querem perder a chance de ser selecionado por um órgão que oferece oportunidades de ascensão e o quesito mais importante, a estabilidade, fatores esses bem procurados pelos brasileiros.

Os candidatos que pretendem concorrer a uma vaga e ainda não iniciaram os estudos devem iniciá-los agora, pois apesar do edital não ter sido lançado ainda é possível encontrar diversas provas anteriores em sites especializados em concursos.

Abaixo você pode encontrar a lista do conteúdo programático que caiu na ultima avaliação do concurso dos Correios 2016, e que muito provavelmente também irá cair neste próximo processo de seleção:

– Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos em Informática e Redação.

Pode ser que este conteúdo informado acima sofra algumas alterações, podem ser adicionadas novas disciplinas ou até mesmo retiradas alguma destas, porém como o edital ainda não foi divulgado não é possível informar com certeza. A dica é que você estude se baseando em editais de processos de seleções de anos anteriores.

Por Nádia Neves 


Certame irá oferecer 950 vagas de emprego para cargos de Nível Médio e Superior de ensino.

O edital do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai ser publicado em dezembro com 950 vagas, sendo 800 apenas para nível médio. Devido à crise econômica, esta é uma das melhores possibilidades para quem deseja ingressar na carreira pública. Mesmo não sendo a meta final de estudo, o candidato pode almejar o INSS como um concurso trampolim e continuar estudando para outras áreas no serviço público.

A expectativa é que outras agências do INSS sejam abertas, ou seja, a tendência é que tenha convocação de muitos candidatos. Por exemplo, a meta é elevar a rede de 1.530 agências para 1.830. Desta forma, haverá a necessidade de novas convocações durante a validade do concurso público.

A remuneração para os cargos de nível superior pode chegar até R$ 7 mil e para nível médio o inicial corresponde a R$ 4.768,90. Além disso, os servidores contam com outros benefícios como, por exemplo, auxílio alimentação e plano de saúde. Os aprovados são contratados por meio do regime estatutário.

A carreira na agência possibilita crescimento profissional por promoção e também tem gratificação de desempenho. Ao longo do tempo, o servidor pode solicitar transferência para outras agências do País. Por exemplo, a pessoa que trabalha em uma unidade do INSS em Minas Gerais pode tentar fazer permuta para outra que esteja situada em São Paulo.

A organizadora do concurso é a banca Cespe/UNB, que é uma das mais tradicionais e conhecidas do concurso público. Por isso, os interessados podem focar os estudos com base em resumos, resolução de questão e estudo teórico, a fim de garantir uma preparação de qualidade.

O último concurso feito pela agência foi em 2012 e teve 1.500 vagas para técnico (nível médio) e 375 para perito, e foram realizadas 5.020 convocações ao longo do prazo de validade.

Que tal tentar a oportunidade e garantir a estabilidade por meio do concurso do INSS?

Bons estudos!

Por Babi


Certame oferecerá 950 vagas e a organizadora está sendo definida.

O Instituto Nacional do Seguro Social, INSS, promoverá um processo seletivo para o preenchimento de 800 vagas para os cargos de Técnico e 150 destinadas a Analista do Seguro Social.

Será lançado ainda em dezembro deste ano o edital da abertura deste concurso. É previsto que a abertura das inscrições se inicie até o fim do ano, o certame deverá prolongar o prazo para participação até o mês de janeiro do próximo ano. Acredita-se que as provas serão aplicadas entre os meses de março e abril de 2016.

O instituto irá realizar também uma seleção interna de remoção para que sejam realizadas trocas de lotação por parte dos atuais funcionários e assim que essa etapa for finalizada (provavelmente em dezembro) será então divulgado o edital. O edital de processo interno prevê um prazo de até 5 de novembro para que os mesmos possam registrar interesse nas trocas e o resultado destes pedidos será divulgado no final de novembro deste ano. Sendo assim, é muito difícil que o órgão lance o edital da abertura de concurso antes da finalização do processo de distribuição dos colaboradores.

Foi informado que essa remoção dos servidores só será realizada após 60 dias da contratação de um novo funcionário, para que o mesmo possa substituí-lo, a qual foi nomeado no concurso de junho de 2015, através da portaria nº 251.

O concurso terá um total de 950 vagas em diversos estados do país. Espera-se que a contração vá além destas que foram já autorizadas previamente pelo edital.

O cargo de Técnico do Seguro Social, que exige escolaridade de ensino médio, tinha previsto um vencimento inicial no valor de R$ 4.886,87, porém, esse total está sem o reajuste, o qual foi anunciado no início do ano. Já para o cargo de Analista do Seguro Social, o qual exige formação em nível superior, prevê uma remuneração de R$ 7.496,09.

A empresa organizadora ainda não foi definida, mas muito provável que seja a Cebraspe/Cespe, portanto fique atento às novas atualizações.

FILIPE RIBEIRO DA SILVA


Certames serão organizados pela Cebraspe e oferecerão 966 vagas de trabalho. Editais deverão ser divulgados em breve.

Os concursos para Polícia Civil e Científica em Pernambuco irão abrir em breve. A banca organizadora já foi escolhida, será a Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos), mas é mais conhecida como Cespe/UnB. Os dois concursos juntos irão ofertar 966 vagas.

Já com a banca organizadora escolhida, o edital dos concursos devem ser publicados em breve.  Falta definir o cronograma, que só será liberado após a assinatura do contrato de prestação de serviços.  Vale lembrar que, mesmo com os cortes no orçamento feitos no estado, o concurso ia ocorrer, pois as contratações dos aprovados só serão feitas em 2016.

Para quem almeja seguir a carreira de Policial Civil, o concurso ofertará 650 vagas, que serão distribuídas em 100 vagas para Delegado, 500 vagas para Agente da Polícia e 50 vagas para Escrivão de Polícia. Só poderão concorrer às vagas quem possui nível superior completo. O salário inicial de um Delegado Civil pode chegar a R$ 12.229,81, tendo como salário inicial R$ 9.069,81 somados a gratificação de chefia de delegacia de R$ 1 mil e ao programa de jornada extra que pode chegar ao valor de R$ 2.160.

Já no concurso para Polícia Científica serão ofertadas 40 vagas para Médico Legista, 56 vagas para Perito Criminal, 73 vagas para Auxiliar de Legistas, 96 vagas para Auxiliar de Perito e 51 vagas para Perito Papiloscopista.

Os ganhos mensais do Auxiliar de Legista, do Auxiliar de Perito e do Papiloscopista são de R$ 3.522,82 e o ganho mensal do Médico Legista é de R$ 8.541,64. Para concorrer à vaga de Médico Legista é necessário ensino superior completo em Medicina.

O concurso será feito em duas etapas iniciais: uma prova objetiva e outra discursiva. Após serão realizados testes físicos, exames médicos e psicológicos, investigação social e curso de formação. 

Por Camilla dos Santos Batista


Organização do certame será feita pelo Cebraspe para a seleção de 17 profissionais.

A Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte (DPE/RN) vai publicar um edital visando ao preenchimento de 17 vagas. A organizadora do concurso será o Centro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Promoções e Eventos (Cebraspe/Cespe).

Para participar da seleção, o candidato deve ter bacharelado em direito, ser inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e também ter, pelo menos, três anos de atividades jurídicas. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 10.500,00. Durante a validade do concurso, outras vagas podem surgir, assim como, a convocação de outros candidatos.

O processo seletivo será feito por meio das seguintes etapas: prova objetiva, que terá caráter eliminatório e classificatório, provas escritas, prova oral, além da avaliação de título. O último concurso para o Órgão ocorreu no ano de 2006 e contou com um total de 20 vagas para a função de Defensor Público Substituto. Na ocasião, a organizadora foi a Talento Seleção de Pessoal. Os candidatos foram avaliados por meio de provas objetivas, com 100 questões, sendo elas discursivas, orais e avaliação de título.

Que tal conferir algumas dicas de estudo?

  • É preciso uma excelente preparação para este concurso, uma vez que é uma carreira muito cobiçada. Estude por meio de materiais atualizados e dedique-se ao máximo que puder.
  • Durante o estudo teórico, procure grifar as partes que considerar mais importantes. Desta forma, ao rever o conteúdo, você pode focar apenas nos itens marcados. Assim, você otimiza o seu tempo e torna o seu estudo mais produtivo.
  • Estude muita doutrina e jurisprudência para as provas. Treine por meio de resolução de questão de concursos anteriores.
  • Na semana da prova, foque os pontos que considerar mais importantes e relevantes. Não descuide dos exercícios físicos e controle a ansiedade e o nervosismo.
  • Confie no seu potencial para alcançar o sucesso na carreira pública.

Gostou das dicas? Compartilhe com os seus amigos por meio das redes sociais. 

Por Babi


Certame poderá oferecer 60 vagas nos cargos de Técnico em Gestão Previdenciária e Analista.

O concurso da SPPrev – São Paulo Previdência, autarquia ligada à Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz/SP), ainda está na pauta. O certame vai oferecer 60 vagas, mais formação de cadastro de reserva, restando apenas, a autorização do governador Geraldo Alckmin.

Entenda o caso:

A SPPrev encaminhou o pedido para realização do concurso no fim de 2014 à Secretaria Estadual de Gestão Pública (SGP). Na época o pedido contaria com 50 vagas para o cargo de Técnico em Gestão Previdenciária e 10 para o posto de Analista. A solicitação segue em análise e o aval deve ser concedido em breve.

Apesar da demora devido ao atual cenário, o momento é de contenção de gastos por parte do estado, entretanto há a necessidade urgente de contratação de pessoal. A expectativa é de que o concurso seja realizado, no mais tardar, até o fim do ano.

Os cargos oferecidos pela SPPrev:

A função de Técnico exige dos candidatos o diploma de nível médio. Para o cargo de Analista é necessário o diploma de nível superior em qualquer área de atuação. A remuneração dos candidatos aprovados corresponde à quantia de R$ 2.073,80 e pode chegar a R$ 2.480,94 quando os concursados receberem 100% do Prêmio de Incentivo à Qualidade Previdenciária (PIQPrev).

Já os cargos de Analista oferecem o salário inicial de R$ 3.065,44 e o outro de R$ 3.770,95. Os vencimentos podem chegar a R$ 5.202,35 e R$ 5.880,91 com o recebimento integral do PIQPrev e podem chegar a R$ 9.382,36 ao longo da carreira.

Último concurso SPPrev:

O último concurso foi realizado em 2012 e contou com 202 oportunidades para os cargos de Técnico e Analista. A banca organizadora, na época, foi a FCC – Fundação Carlos Chagas – com vagas para a capital e para as cidades de Campinas, Bauru, Sorocaba, Santa Rita do Passa Quatro, São José do Rio Preto, Araçatuba, Taubaté, e Jales. Foram 22.208 inscritos no total. 

Por Ana Rosa Martins Rocha


Certame irá oferecer vagas para os cargos de Técnico Administrativo, Engenheiro, Arquiteto e Advogado.

Foi autorizado o primeiro concurso para a Empresa de Moradia, Urbanismo e Saneamento de Niterói (EMUSA) visando ao preenchimento, em média, de 40 vagas. A seleção vai contemplar oportunidades para Técnico Administrativo, Engenheiro, Arquiteto e Advogado. A expectativa é que o edital do concurso seja publicado ainda este ano.

Para concorrer à função de Técnico Administrativo, será necessário ter nível médio. Para os outros cargos, será necessário ter graduação superior na área pretendida pelo candidato. A responsável pelo concurso será a Secretaria Municipal de Planejamento, Modernização da Gestão e Controle (SEPLAG). O número de vagas ainda não foi definido, por isso, os interessados devem ficar atentos.

Que tal conferir algumas dicas para contornar a dificuldade de passar em um concurso público?

  • Já pensou em procurar por depoimentos de pessoas que foram aprovadas em concursos públicos? Que tal pesquisar? Isso pode te ajudar a atravessar a fase que está passando e, além disso, você vai ficar mais motivado e aprender por meio de experiência de outras pessoas.
  • Planeje o seu dia de estudo e tenha uma agenda para anotar os seus compromissos. É importante que o estudante seja organizado e tenha uma rotina com muita disciplina. Desta forma, o estudo será eficiente e produtivo.
  • A rotina de estudo é desafiadora, por isso, é recomendado que o estudante faça atividades físicas e tente manter uma dieta com uma alimentação equilibrada e saudável. Por meio de uma caminhada, corrida ou qualquer outra modalidade, será possível reduzir a tensão e o estresse que são gerados nesta fase. Além disso, é preciso saber lidar com pressões externas ou internas do ambiente.
  • Estude por meio de materiais de qualidade e procure fazer revisões semanais dos temas de estudo. Uma boa dica é grifar as aulas, e depois retornar nas partes sublinhadas. Também é fundamental resolver muitos exercícios, sobretudo da banca organizadora do concurso.

Gostou das dicas?

Bons estudos e sucesso!

Por Babi


Foi deliberado pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados o novo concurso público para este ente do governo. O processo seletivo já tem alguns detalhes definidos, no entanto, outros vários estão ainda aguardando definição.  

Foi informada a realização de um novo processo seletivo da Câmara de Depurados. As vagas nesta oportunidade serão para Analista Legislativo e para Técnico Legislativo. A realização deste novo concurso foi decidida no dia 9 de dezembro e já nesta data ficou acertado que as vagas seriam tanto para nível médio quanto para nível superior. Conforme as informações concedidas pela Diretoria Geral da Câmara, ainda não se sabe quando o edital será liberado, contudo sabe-se que certamente esse edital não virá a público até fevereiro de 2015. 

Como foi dito anteriormente nesta matéria, os cargos já foram definidos, assim como as atribuições e a remuneração de cada um deles. Para o cargo de Técnico Legislativo será oferecido um salário de R$ 11.545,65. Os Técnicos deverão atuar na área de assistência administrativa. Já para o cargo de Analista Legislativo é disponibilizada uma remuneração de R$ 17.684,43; algumas das áreas será Documentação e Informática, Patrimônio, Assistência Social, Analista de Informática Legislativa e Técnico em Material. 

O último concurso realizado pela Câmara dos Deputados de Pernambuco foi em agosto de 2014. Nessa instância foram oferecidos 113 vagas para os cargos de Técnico e Analista Legislativo. Do total de oportunidades, 53 foram destinadas ao preenchimento de vagas no cargo de Analista e as outras 60 asseguraram novos funcionários ocupando os cargos de Técnico Legislativo.  Ao todo, foram registrados 51.789 inscritos, com uma relação candidato vaga de aproximadamente 458 por vaga.  Na época foram oferecidos salários de R$ 12.286,61 para nível médio e R$ 25.105,39 para ensino superior completo. A avaliação dos candidatos foi realizada mediante a aplicação de provas tanto objetivas quanto discursivas. Houve avaliação de títulos somente para os cargos de nível superior e prova de aptidão física para o cargo de agente de polícia. 

Por Melina Menezes


O edital do concurso da Defensoria Pública da União para os níveis médio e superior deve ser divulgado no primeiro trimestre de 2015. A banca já foi definida: Cespe/UnB. Desta forma, os interessados já podem começar os estudos para este concurso, uma vez que deve ser muito concorrido.

Estudar com antecedência, ou seja, antes da publicação do edital aumenta as chances de aprovação para o certame. O candidato vai ter um tempo maior de estudar com cuidado as disciplinas, revisar os pontos importantes e fazer mais questões, principalmente.

Enquanto o documento não é publicado, ele deve manter o foco e direcionar os estudos focando na banca organizadora, que é o Cespe/UnB.  Para este concurso, um dos cargos mais concorridos será o de Agente Administrativo, que exige nível médio. A remuneração inicial para a função é de R$ 3.191,01. Os candidatos que tiverem nível superior – em qualquer graduação – podem se candidatar ao cargo de Analista Técnico Administrativo. Haverá chances também para quem é formado nas seguintes áreas: Assistente Social, Bibliotecário, Contador, Economista, Psicólogo, Sociólogo, Técnico em Assuntos Educacionais e Técnico em Comunicação Social. A remuneração inicial corresponde a R$ 4.620,00.

Aproveite para começar os seus estudos agora que o edital ainda não foi definido. Você já tem uma base sólida nas matérias? Então, foque em exercícios, sobretudo do Cesp/UnB, que é o organizador do certame do DPU. Vai ser o seu primeiro concurso? Então, tente fazer um cursinho presencial ou online, para aprender os conteúdos e ter um direcionamento para estudar.

Mantenha o foco e o objetivo no cargo que almeja. Faça um planejamento detalhado com todas as disciplinas que constam para o seu cargo, anote o percentual de acerto nas matérias, faça resumos e mantenha a determinação e a confiança em si mesmo, que são fundamentais para o sucesso na carreira pública. Quando o edital for publicado, ajuste o seu cronograma e permaneça confiante. 

Por Babi


Os concursos públicos tendem a ser cada vez mais concorridos tendo em vista que nos dias de hoje a busca tem aumentado bastante, e o motivo é praticamente o mesmo: estabilidade, garantias e melhores salários.

Percebe-se que a quantidade de concursos e oportunidades em todo o país é cada vez maior, entre os concursos mais esperados e mais concorridos estão os nacionais como INSS, PF, PRF, Tribunais, Receita Federal, Bancos, entre outros. E na corrida por uma vaga o mais importante é o foco nos estudos, começando cedo antes mesmo da autorização, de preferência quando o concurso estiver previsto se baseando por editais e provas passadas, muitas pessoas até deixam seus empregos para assim dispor de mais tempos para dedicar-se, vale a pena o esforço,

Já estamos praticamente no final de 2014 e tudo indica que 2015 será o ano de grandes editais, por exemplo, o INSS. De início o pedido foi para a autorização de vagas para os cargos de Técnico do Seguro Social (2.000 vagas) e Perito Médico (1.150 vagas), porém, foi feito um novo pedido que está em trâmite no Mistério do Planejamento para o cargo de Analista do Seguro Social (1.580 vagas), totalizando 4.730 vagas.

Acredita-se que a autorização se dê ainda neste ano, para que o processo seletivo ocorra no início de 2015. O concurso é uma necessidade, tendo em vista a defasagem de pessoal no INSS, fora as pessoas que estão para se aposentar, além das novas Agências do seguro que estão para serem inauguradas, onde duas já foram abertas no litoral de São Paulo.

Acredita-se que o edital já esteja bem próximo, então se o seu objetivo é tornar-se servidor público comece desde já a preparação. Independente do órgão ou cargo que você almeja, a preparação deve começar desde já, trace seu objetivo e mãos à obra.

Por Lorena Nunes


Encerra-se em 26 de setembro o prazo para publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público da Polícia Federal.  Segundo a Assessoria de Imprensa do Ministério da Justiça, o processo de contratação da organizadora está em fase de conclusão e o nome da empresa escolhida deverá vir a público em breve. A maior probabilidade é que se trate, novamente, do instituto Cespe/UnB. Após a conclusão do processo, a publicação do edital deverá ser feita em questão de dias.

A realização do concurso foi autorizada em 26 de março de 2014, com a publicação no Diário Oficial da União da Portaria nº 101/2014, do Ministério de Planejamento e Gestão. A Portaria determinou o prazo de seis meses para a publicação do edital.

VAGAS, REMUNERAÇÃO E REQUISITOS:

Serão providos 600 cargos de Agente de Polícia Federal, com salário inicial de R$ 8.702,20, mais auxílio alimentação de R$ 373,00, totalizando R$ 9.075,00.

Existe informação extraoficial de que 25% das vagas seriam reservadas a cotas, sendo 120 para afrodescendentes e 30 para portadores de deficiência. Caso isso realmente ocorra, será o primeiro certame da história da organização a oferecer reserva de vagas para afrodescendentes.

Para se candidatar ao cargo, é necessário que o candidato possua curso de nível superior completo e Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B ou superior.

Segundo a especialista em concursos públicos Lia Salgado, o candidato com diploma de Tecnólogo (cursos superiores de tecnologia, graduações especiais com até três anos de duração) pode concorrer aos cargos que exigem ensino superior completo sem problemas.

COMO SE PREPARAR:

Enquanto o novo edital não sai, a dica é que os candidatos estudem pelo conteúdo programático dos concursos realizados em anos anteriores. Além de estudar a teoria por livros ou apostilas, é importante fazer os exercícios das provas para se familiarizar com as questões, que muitas vezes se repetem de um concurso para o outro. Não descuide do preparo físico, outro ponto importantíssimo para a aprovação.

As matérias exigidas são Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Noções de Economia, Noções de Contabilidade, Noções de Direito Penal e Processual Penal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional e Legislação Especial.                         

Por Tathyanna Christina


Diversos concursos estão na fila para serem abertos ainda neste ano. E a expectativa dos que esperam por uma oportunidade no cargo público se multiplica. A dica é ficar atento as informações que surgem até a abertura do processo seletivo. Desta maneira o preparo adiantado é a solução mais eficaz na hora de enfrentar a sala de prova.

Muitos concursos são considerados “tops” pelos concurseiros. Com cargos bem requintados, salários acima da média e uma posição de destaque dentro da repartição pública, estas verdadeiras minas de ouro atraem milhares de pessoas anualmente.

Um dos mais esperados é, sem dúvidas, o concurso para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A boa notícia é de que por meio de autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) foram solicitadas cerca de 1,5 mil vagas para candidatos dos ensino médio e superior. As chances são para os cargos de Técnico e Analista.

Segundo especialistas, essa grande quantia se dá devido ao número de pedidos de aposentadoria que estão para serem pedidos.

Com relação à distribuição das vagas, estima-se que 1.044 são para o nível médio e 300 serão destinadas aos que tiverem nível superior. Entretanto, é preciso aguardar, pois o IBGE divulgará em breve quais serão as especialidades para os cargos oferecidos.

Para os que estiverem apostando neste processo, uma boa dica é pesquisar um pouco mais sobre os concursos anteriores. O último realizado pelo órgão foi organizado pela Fundação Cesgranrio, no ano passado. Neste, foram abertas 420 vagas para os níveis intermediário e superior com salários que variavam de R$ 3.186,10 a R$ 8.303,24.

Como informado anteriormente, prestar atenção nas atualizações de datas, editais e tudo que se relaciona ao concurso é a melhor maneira de obter vantagem. Além disso, é claro, o candidato deve ter disciplina e estabelecer uma meta. Muitos que passam por todo esse processo, montam um planejamento de estudos, intercalam as matérias que serão aprendidas e os dias que irão fazer exercícios, abdicam de eventos sociais, como festas, aniversários e happy hour com os amigos, entre outros.

Por Juliana Alves de Souza


O edital da Defensoria Pública da União (DPU) deve ser publicado em setembro, e a expectativa é que isso ocorra na primeira quinzena do mês. O certame vai contemplar oportunidades para nível médio e também superior. O Cespe/UnB vai ser a organizadora do concurso.

A expectativa é que as inscrições ocorram, também, em setembro e os valores das taxas já estão definidos: R$ 70,00 para o cargo de nível médio (agente administrativo) e R$ 100,00 para o cargo de nível superior. A probabilidade é que as provas sejam aplicadas no mês de novembro, por isso, os candidatos não devem perder tempo e intensificar os estudos.

O concurso da DPU visa formar cadastro reserva para várias regiões do país e o salário inicial é de R$ 3.191,02 para o cargo de nível médio e R$ 4.620,82 para o nível superior. Para o cargo de nível médio no último concurso foram cobradas as seguintes disciplinas: português, informática, legislação da defensoria pública, direito constitucional, administrativo e conhecimentos específicos.

Como o edital deve ser publicado em poucas semanas, os candidatos devem antecipar os estudos e manter disciplina e perseverança até o dia da prova. É fundamental que os interessados acessem frequentemente o site da organizadora por meio do endereço www.cespe.unb.br para verificar se o edital já foi lançado e as atualizações pertinentes ao certame do DPU.

Quando o documento for publicado, os interessados devem fazer a inscrição no prazo estabelecido e pagar o valor da taxa. Além disso, deve ser feito um planejamento focado com metas diárias. O candidato pode incluir revisões, exercícios ou simulados para resolver. Mas é fundamental que ele siga a risca o planejamento, porque as chances de aprovação serão maiores.

Além disso, os candidatos devem priorizar e fazer muitos exercícios da banca organizadora, que é o Cespe, para conhecer o estilo de prova e as pegadinhas. Tendo foco e disciplina, será possível conquistar uma boa colocação neste certame.

Por Babi





CONTINUE NAVEGANDO: